fbpx
Vivendo no avesso
maio 3, 2019
O futuro em suas mãos
maio 8, 2019

“Não existe caminho para ser uma mãe perfeita. Mas existem milhões de outros para ser uma boa mãe.” Gill Churchill

Eu já tentei ser uma mãe perfeita um dia…😏

Geralmente a gente acha que isso é possível, até o exato momento em que pegamos o resultado do teste de gravidez. Ali, naquele exato momento já começam as crises: “meu Deus, e eu tô treinando pesado porque achei que estava gorda! Será que fez mal pro bebê?”

Pronto… neste exato momento começam as culpas, aquele sentimento de estar sempre pra trás das outras mães.
Em tempos de redes sociais, isso fica ainda mais complicado. A gente olha a vida das outras e pensa… “um dia quem sabe eu também serei assim…”
Doce ilusão. Não existe maternidade perfeita. E também não precisa existir a tal da #maternidadereal. Você não precisa estar sempre maquiada, cheirosa e bem arrumada pra ser uma mãe exemplar. Mas também não precisa estar sempre de rabo de cavalo, olheiras fundas e roupa manchada de leite para mostrar que é uma boa mãe.

Tudo isso são armadilhas que construimos para nós mesmas! Demorei muito para entender como isso funciona. Projetamos um ideal inconsciente em nossa cabeça e o perseguimos sem notar. Seja da “mãe perfeita” da campanha de margarina, seja da mãe perfeita cheia de olheiras porque é muito dedicada ao bebê.
A maternidade não precisa ser assim. Ela pode ser leve, sem filtros e sem julgamentos – dos dois lados.
Viva sem culpa, sem ideais, tente ser apenas o melhor que você pode, HOJE.


Quer saber como trilhar esse caminho? Me envie uma mensagem pelo formulário de contato que eu te ajudo!

Até quarta!

Carla
Carla
Carla Machado é casada com Ronald há 17 anos e é mãe da Lisa, do Levi e da Laís. É palestrante e coach de pais com especialização em Eneagrama, certificada pela International Enneagram Association.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *